Papo Torto
Pular

Batman – Ninja(mas nem tanto) vale a pena?

Publicado:   Maio 11, 2018   Categoria:Criticas , Filmes e séries , HQ´s e LivrosEscrito por:Italo Goulart

Que a DC/Warner anda falhando miseravelmente nos cinemas todo mundo sabe, mas todo mundo também sabe que é quase unanime que em matéria de animação eles são totalmente o contrário do que vemos nas grandes telas.

A lista de grandes animações que eles já fizeram é bem extensa, indo do ‘Batman: A Máscara Fantasma’ de 1993, variação da famosa série animada de Bruce Timm e Eric Radomsk até a excelente e fiel adaptação do clássico ‘Jovens Titãs: O Contrato de Judas ’ que ganhou uma adaptação em 2017, e essa lista só vem aumentando e o último lançamento é ‘Batman:Ninja’, pode parecer redundante(sabemos que é), mas tem um motivo para sê-lo(mas não nesse filme).

Estreou (direto em DVD/Bluray/Digital) dia 8 de maio, produzido pela Warner Bros, a animação conta com Junpei Mizusaki, diretor de animação que já trabalhou com a animação do Rockman X (PS2) e esse sendo seu segundo trabalho como diretor para filme, sendo o primeiro em ‘Zoo’ (2005). O design de personagens ficou a cargo do criador do sensacional anime ‘Afro Samurai’, Takashi Okazaki.

Depois que o Gorila Grodd cria um plano para tirar Batman e os principais vilões de Gotham do seu caminho através de uma máquina do tempo, as coisas saem (muito) do eixo depois que Batman e seus pupilos interferem no plano e todos vão parar no Japão Feudal.

A premissa parece ser interessante e funciona muito bem nos primeiros minutos, mas depois é um show de horrores. Inicialmente percebe-se as coisas como uma homenagem à cultura japonesa e tudo mais, mas depois começa a se pensar que pode ser uma chacota com aspectos culturais japoneses e com os próprios personagens, como os ‘Jovens Titãs em ação’ fazem. Mas no final parece que eles estão levando àquilo a sério e fica pior, muito pior.

De olhos grandes (estilo anime) á robôs gigantes, ‘Batman Ninja’ peca em vários sentidos, inclusive entregando o Batman mais burro da história e um Bruce Wayne mais patético que o do George Clooney em ‘Batman & Robin’.
O que de fato funciona, mas que não é o suficiente para salvar, é a qualidade gráfica e o design dos personagens, que ficou de fato sensacional. As cenas de açãoe e a roupagem de cada personagem envolvido ficou muito bacana e te faz pensar que a história também poderia ter sido melhor. Parece que foi algum roteirista dos filmes anteriores (BvS ou Liga da Justiça) que escreveu o roteiro para o desenho.

NOTA: D-

Data de lançamento:8 de maio de 2018 para DVD (1h 25min)
Direção: Junpei Mizusaki
Roteiro: Kazuki Nakashima
História: Kazuki Nakashima, Leo Chu, Eric Garcia
Distribuição: Warner Bros. Home Entertainment
Visualizacões:   0   Comentários:   0   Curtidas: 0
Comentar (pelo Facebook)

Deixe uma resposta

A password will be emailed to you.