Papo Torto
Pular

Resenha – Assassins Creed Last Descendants: O Túmulo de Khan

Publicado:   setembro 19, 2017   Categoria:HQ´s e Livros , ResenhasEscrito por:Italo Goulart

Título Original: Assassins Creed Last Descendants 2

Tradutor: Ana Carolina Mesquita

EAN: 9788501110039

Gênero: Juvenil

Páginas: 294

Formato: 16 x 23 x 1,6 cm

Editora: Galera Record

Preço: R$ 37,90

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O segundo volume de três da nova saga baseada no game ‘Assassin’s Creed’, ‘Assassins Creed Last Descendants: O Túmulo de Khan’ segue os eventos do primeiro livro e traz uma aventura feita para o público mais jovem, mas, melhor que o seu antecessor, tem uma história mais leve e menos complexa, mas não menos atrativa ou divertida para Owen e seus amigos.

Semanas depois dos acontecimentos do primeiro livro, as consequências das ações dos adolescentes e de seu suspeito mentor, Monroe, ainda estão ecoando na cidade. A separação inesperada dos jovens, alguns indo com os Assassinos e outros com os Templários, os colocam em riscos que eles não previam e outros que eles sequer imaginam.

A busca pelos pedaços restantes do Tridente do Éden continua, a única dica que ambas as guildas possuem é que ela pode ter sido enterrada junto ao corpo do líder militar mongol, Mongke Khan, neto de Genghis Khan. O único problema é que apenas dois dos jovens tem ancestrais ligados diretamente aos eventos que os levam á mesma época em que Mongke morreu, e a localização do túmulo ainda é incerta e achar a peça que eles querem não é nada garantida. Assim sendo, nós acompanhamos a história agora em 1250, quando Mongke Khan volta suas atenções para a conquista de uma parte da China.

Owen e Javier seguem ao lado dos Assassinos, sempre fugindo e se escondendo da ameaça constante que é a Abstergo/Templários, um deles tem o que pode ser necessário para que a Guilda dos Assassinos consiga tomar a dianteira nessa busca improvável de uma das peças que até então era só uma lenda. Os outros amigos de Owen estão em “poder” dos Templários, vivendo no que eles foram condicionados a acreditar ser uma instalação de pesquisa com fins benéficos para toda a humanidade. Dentre todos eles, somente um pode tem o que a Abstergo precisa.

Matthew Kirby volta para escrever essa continuação com mais vigor numa história com ação de tirar o folego e personagens que estão se desenvolvendo mais e melhor a cada página. O enredo mais direto e fluído faz com que a aventura dos jovens se torne mais divertida e quase impossível de parar de ler. Pela primeira vez na franquia ligada aos jogos e livros, parece que o presente dos personagens é mais interessante que a vida de seus ancestrais.

Visualizacões:   4   Comentários:   0   Curtidas: 0
Comentar (pelo Facebook)

Deixe uma resposta

A password will be emailed to you.