Papo Torto
Pular

Laís Bodanzky, Maria Ribeiro e Clarisse Abujamra falam sobre a mulher contemporânea

Publicado:   agosto 26, 2017   Categoria:Filmes e séries , NewsEscrito por:Italo Goulart

Vídeo que acaba de ser divulgado traz cenas de “Como Nossos Pais” e entrevistas da diretora, Laís Bodanzky, e das atrizes Maria Ribeiro e Clarisse Abujamra, que interpretam filha e mãe no longa. As três comentam as novas posições reivindicadas e assumidas pelas mulheres nos dias de hoje, além da própria relação entre elas. O longa será exibido amanhã, 19, no Festival de Gramado e chega aos cinemas do país em 31 de agosto.

“Como Nossos Pais” tem roteiro de Laís Bodanzky e de Luiz Bolognesi, e o elenco conta ainda com Paulo Vilhena, Felipe Rocha e Jorge Mautner, entre outros. O filme, é uma produção da Gullane e da Buriti Filmes em coprodução com a Globo Filmes. A distribuição é da Imovision.   

Sinopse

Rosa é uma mulher que quer ser perfeita em todas suas obrigações: como profissional, mãe, filha, esposa e amante. Quanto mais tenta acertar, mais tem a sensação de estar errando. Filha de intelectuais dos anos 70 e mãe de duas meninas pré-adolescentes, ela se vê pressionada pelas duas gerações que exigem que ela seja engajada, moderna e onipresente, uma supermulher sem falhas nem vontades próprias. Rosa vê-se submergindo em culpa e fracassos, até que em um almoço de domingo, recebe uma notícia bombástica de sua mãe. A partir desse episódio, Rosa inicia uma redescoberta de si mesma.

Ficha técnica

Elenco: Maria Ribeiro, Clarisse Abujamra, Paulo Vilhena, Felipe Rocha, Jorge Mautner, Herson Capri, Sophia Valverde e Annalara Prates

Direção: Laís Bodanzky

Roteiro: Laís Bodanzky e Luiz Bolognesi

Direção de Fotografia: Pedro J. Márquez

Direção de Arte: Rita Faustini

Montagem: Rodrigo Menecucci

Produtores: Caio Gullane, Fabiano Gullane, Debora Ivanov, Laís Bodanzky e Luiz Bolognesi

Produtor Associado: José Alvarenga Jr.

Produção: Gullane e Buriti Filmes

Coprodução: Globo Filmes

Distribuição: Imovision

A diretora

LAÍS BODANZKY é uma renomada diretora de cinema que recebeu mais de 90 prêmios nacionais e internacionais.
Seu primeiro filme de longa-metragem, o aclamado Bicho de Sete Cabeças participou da Seleção Oficial de Toronto e Locarno e venceu o prêmio de Melhor Filme em Biarritz, entre outros 45 prêmios nacionais e internacionais. Seu segundo longa, Chega de Saudade (coprodução com o Canal ARTE da França) venceu Melhor Filme no Festival Tous Écrans em Genebra e outros 20 prêmios no Brasil e no exterior. A estreia de seu terceiro filme, As Melhores Coisas do Mundo, aconteceu no Festival de Cinema de Roma. O filme ainda venceu como Melhor Filme no FICI Madrid e levou outros 18 prêmios em festivais no mundo todo.

Em 2012, Laís dirigiu um dos episódios do filme Mundo Invisível para a Mostra Internacional de São Paulo. O projeto contou com a participação de cineastas nomes como Wim Wenders, Manoel de Oliveira, Atom Egoyan, entre outros.Em 2015, dirigiu dois episódios da série PSI para a HBO. Seus próximos projetos cinematográficos são os longas Como Nossos Pais – selecionado para a Mostra Panorama Especial no 67ª Festival de Berlim – que será lançado no Brasil em agosto de 2017 e PEDRO – em fase de desenvolvimento.

Sobre a Gullane

Fundada em 1996, a Gullane é uma produtora de conteúdo para cinema e televisão com participação ativa no crescimento do audiovisual brasileiro. São mais de 40 projetos produzidos, sempre com o compromisso de unir o prestígio ao sucesso comercial. “O ano em que meus pais saíram de férias” de Cao Hamburger; a animação “Uma história de amor e fúria” de Luiz Bolognesi; a franquia “Até que a sorte nos separe” de Roberto Santucci; o drama “O lobo atrás da porta” de Fernando Coimbra e “Que horas ela volta?” de Anna Muylaert são alguns dos filmes realizados pela Gullane nos últimos anos. A produtora desenvolveu também projetos de séries, telefilmes e especiais de ficção e documentário em parceria com importantes emissoras. Entre eles, as séries “Alice” (HBO) “Extinções”(TV Brasil), “Fora de Controle”(Record) e “Resgate Animal”(Animal Planet).

O empenho em todas as etapas de realização permitiu à Gullane acumular mais de 200 prêmios em sua carreira, além de ter seus projetos nas seleções oficiais dos mais importantes festivais de cinema do mundo, como Cannes, Veneza, Berlim e o prêmio Emmy.  Além das produções próprias, a Gullane amplia a carteira de projetos com parcerias importantes no Brasil e no exterior, com a venda de filmes brasileiros junto ao mercado estrangeiro e com a realização de coproduções internacionais.

 

Luiz Bolognesi escreveu e dirigiu o longa-metragem de animação Uma História de Amor e Fúria (2013), vencedor do prêmio Cristal de Melhor Longa Metragem em Annecy e em outros festivais ao redor do mundo. O filme foi distribuído e lançado nos cinemas em muitos países.

Como roteirista, escreveu os roteiros dos filmes Bicho de Sete Cabeças (2001), O Mundo em Duas Voltas (2006), Chega de Saudade (2007), Terra Vermelha (2008), As Melhores Coisas do Mundo (2010) e Amazônia, Planeta Verde (2014), que receberam prêmios de melhor roteiro da Academia Brasileira de Cinema, APCA (Associação Paulista dos Críticos de Arte) e nos festivais de Brasília e Recife. 

Em 2015, desenvolveu os roteiros dos longas-metragens: ElisBingo: O Rei das Manhãs e Como Nossos Pais – selecionado para a Mostra Panorama Especial no 67ª Festival de Berlim e com estreia no Brasil em 31 de agosto.

Como diretor, foi responsável pelo curta Pedro e o Senhor (1995) e co-dirigiu os documentários Cine Mambembe, O Cinema Descobre o Brasil (1999), A Guerra dos Paulistas (2002), Lutas.doc (2011), Educação.doc (2014) e Juventude Conectada (2015). Atualmente está em finalização do seu novo filme: Ex-pajé.

Desde 1996, ao lado da também cineasta Laís Bodanzky, Bolognesi coordenou os projetos de cinema itinerante e oficinas audiovisuais Cine Mambembe e Cine Tela Brasil, promovendo o encontro entre cinema e educação nas comunidades de baixa renda. O projeto já levou mais de 1.3 milhões de pessoas ao cinema em 759 bairros de todo o Brasil e produziu mais de 450 curtas de jovens moradores de periferias.

Visualizacões:   43   Comentários:   0   Curtidas: 0
Comentar (pelo Facebook)

Deixe uma resposta

A password will be emailed to you.