Papo Torto
Pular

A Vigilante do Amanhã: Ghost in the Shell – Visualmente INCRÍVEL, mas dono de um roteiro superficial

Publicado:   março 30, 2017   Categoria:Criticas , Filmes e séries , OpiniãoEscrito por:Bruno Castro

Seguindo a maré de adaptações de HQs, a parceria DreamWorks Pictures e Paramount Pictures decide apostar na adaptação do famoso mangá ‘The Ghost in the Shell’, de Masamune Shirow, e da animação de 1995, também inspirada nele.

group

O desafio de empregar uma trama com uma considerável carga filosófica era uma das inseguranças que permeavam a escolha do inexperiente diretor Rupert Sanders, que, em longas, somente possui em seu currículo o humilde ‘Branca de Neve e o Caçador’ de 2012. Outras escolhas no mínimo curiosas, como a escolha de uma atriz ocidental para interpretar a protagonista, uma personagem japonesa – assim como todos os personagens principais da obra – não foram bem recebidas pelo público, sendo feito até um abaixo-assinado para retirar Scarlett Johansson do papel principal.

scarlett
A escolha da atriz ‘Scarlett Johansson’ é cercada por polêmica, mas a intérprete apresenta um bom trabalho.

A premissa trata de um experimento que a Major Motoko Kusanagi, vítima de um terrível acidente, tem de passar para ‘voltar à vida’. Num futuro onde o ser humano procura evoluir cada vez mais na tentativa de alongar e facilitar sua vida, Motoko é o primeiro experimento bem-sucedido de um ciborgue que tem de humano apenas o cérebro e que, em síntese, se devota a combater os criminosos mais perigosos do mundo.

ghost-5
O figurino de Kurt and Bart é peculiar e impressiona.

O conflito entre o que é humano e o que é máquina logo começa a aparecer. A frieza calculista vai perdendo cada vez mais espaço sobre os sentimentos que somente uma mente humana é capaz de sentir. A princípio, a ideia é engenhosa, mas não há essência no roteiro de Jamie Moss e William Wheeler, que transmitiram esse grande material com uma incômoda artificialidade em tela, principalmente na relação entre os personagens, que é pouco criativa e apresenta uma profundidade incongruente, com muita pressa e falta de cuidado em sua construção.

city
Os Efeitos Visuais tomam conta da tela de forma competente.

O excesso de exposição também traz desequilíbrio narrativo. Somos apresentados a um mundo que realmente um dia possa se tornar uma realidade e que é impressionante por si só, mas que é acompanhado por uma terrível monotonia. Nas entrelinhas, nota-se uma verdadeira crítica à forma humana de se organizar e agir, mas que é pouquíssimo explorada, sendo quase completamente enterrada pelo roteiro – um material valioso desperdiçado.

cinematography
A cinematografia de Jess Hall transita criativamente pela cidade.

Ainda que conte com um roteiro superficial, a imersão que a produção traz ao espectador no mundo futurístico do filme é incrível. Visualmente, ele chega onde poucos filmes conseguiram chegar na última década. Temos cenas numa Wellington, capital da Nova Zelândia, que se assemelha a uma Tóquio um pouco mais limpa de outdoors, mas repleta de gigantescos hologramas de personagens. Aqui, a cinematografia de Jess Hall expressa a grandeza da cidade e a beleza da arquitetura das ruas por meio de quadros que se alinham com o céu e se movem suavemente em queda ao chão, ou que, em outros momentos, fazem o processo de forma inversa. Na transição de cenas, a câmera transita com grande mobilidade pela cidade até se encontrar com os personagens – de forma um pouco mais intuitiva que em Assassin’s Creed –, e o efeito provocado por tudo isso é muito bem aproveitado por um 3D de altíssima profundidade. Efeitos Visuais e Especiais são o ponto alto da produção, estando presentes do início ao fim e se impondo não apenas nas cenas de ação, mas, sim, em todo o longa.

action
Uma parte do ‘visualmente incrível’.

Ghost in the Shell é uma obra visualmente grandiosa, mas que não sabe aproveitar o material que tem em mãos. Falta criticidade em seu roteiro, e essa falta imprime superficialidade em sua composição.

Nota: B- 🙁

Confira o trailer:

Compartilhe! Ajude nosso site a crescer!

E você? O que espera de Ghost in the Shell?

Comente abaixo!

Visualizacões:   43   Comentários:   0   Curtidas: 0
Comentar (pelo Facebook)

Deixe uma resposta

A password will be emailed to you.