Papo Torto
Pular

Guardiões da Galáxia, um desenho que você vai querer assistir!

Publicado:   março 8, 2017   Categoria:Sem categoriaEscrito por:Italo Goulart

Para ficar mais legal sua leitura, dê play nesse Mix Maravilhoso!

Como já é de costume de tempos em tempos a Netflix renova seu arsenal de programas em sua imensa lista de filmes e series. Por vezes isso causa certo desconforto em alguns fãs de cinema que vêem alguns clássicos sendo retirados e dando espaço para alguns filmes de gosto e qualidade contestáveis, mas o fato é que como uma empresa, o serviço de stream tem que se adaptar ao seu maior público e oferecer mais possibilidades a eles, coisa em minha opinião, totalmente aceitável.

Esse mês a Netflix tirou clássicos como Três Homens em Conflito e Sete Anos no Tibet , o que gerou um burburinho nos grupos de cinema que acompanho, mas se pouca gente assiste, apesar de serem clássicos incontestáveis, fatalmente eles serão substituídos, mas meu texto hoje não é bem para falar o que merece ou não estar na lista de filmes ou coisas que ela deve manter ou tirar, e sim falar de uma das aquisições mais interessantes referente a quadrinhos, desenhos e filmes.  Estou falando na série animada dos Guardiões da Galáxia.

141541_09

Um grupo de heróis que se tornou realmente popular depois do filme lançado em 2014, que foi um sucesso e mostrou que mesmo não sendo tão conhecida assim e tendo as hqs sendo cancelas vez após vez por conta do seu baixo rendimento, voltou com tudo depois do longa metragem. A Marvel arriscou bem em um grupo de classe B e conseguiu fazer o que a DC tentou (e falhou) com o Esquadrão Suicida (2016), só não conseguiu ganhar um Oscar.

Esse desenho homônimo que foi lançado em 2015 no canal a cabo, Disney XD, faz parte do mesmo universo de outro desenho da Marvel, Avengers Assemble, que também está disponível na Netflix.

Os Guardiões da Galáxia vem de um longínquo século XXXI, de um universo paralelo chamado Terra- 691. A primeira aparição da equipe original foi em  “Marvel Super-Heroes” #18 (Janeiro de 1969) e contava com os heróis Major Vance Astro, Martinex T’Naga, Capitão Charlie-27e Yondu Udonta(sim aquele mesmo que explorou o Star-Lord no filme).  Em uma de suas missões eles voltaram para o século XX e lutaram ao lado dos heróis mais poderosos da Terra, Os Vingadores. Depois desse evento, com a vontade de aumentar a sua influencia e áreas de atuação, Martinex resolve criar e expandir a equipe, mudando seu nome para Guardiões Galácticos.

Já a equipe atual, que é quase a mesma dos filmes, foi criada por Peter Quill, o Senhor das Estrelas, e junto com ele tinham os exclusivos, cada um de sua espécie, Adam Warlock, Drax O Destruidor, Gamora, Phyla-Vell (Filha do Capitão Marvel (Mar-Vell)), Rocket Raccoon e Groot.

141540_04

Sobre o desenho, a história ela segue o mesmo ritmo do filme de 2014, como se fosse uma espécie de continuação. Por ser uma série e não ter muito aquela prisão que os filmes impõem, de ter que agradar o máximo de publico possível, e ter uma maior duração, temos a oportunidade de conhecer muito mais os personagens e o relacionamento que eles tem entre si. A trilha sonora é praticamente a mesma do filme, ou seja, só música legal.
A história da série é sobre a busca da identidade do Senhor das Estrelas e a salvação do universo. Em uma missão eles acham um CriptoCubo, que tem uma semente do universo, que ninguém mais e ninguém menos o Thanos está atrás. Esse CriptoCubo só reage á um DNA especifico, que  vem da parte do pai do Peter Quill, que é metade humano, metade Spartax.

Com o mesmo tom de comédia e ação do filme, a série que está disponível na Netflix desde o dia 01/03, com certeza vai agradar todos os fãs de quadrinhos da equipe como também a galera que gostou do filme.

Uma das coisas legais que eles exploram no desenho é o ódio que o Drax nutre pelo Thanos. Thanos matou todos do planeta de Drax, incluindo toda sua família. Uma curiosidade sobre o Drax, é que quando foi criado, ele tinha um poder que batia de frente com o Thanos, só que com o passar dos anos eles foram diminuindo esse “overpower”, ele continua muito forte, mas como visto no desenho mesmo, nada que se equipara ao Thanos.

guardiansss

Outra coisa que a animação mostra bem é a força e os poderes do Groot, que é um dos personagens mais poderosos da equipe, e trabalham isso em diversas situações apresentando a versatilidade de seus poderes e a sua capacidade.

O filme que estreia no próximo mês de abril, vai focar mais na história e vida do Senhor das Estrelas, apresentando inclusive seu pai, que até então era desconhecido, depois de ele descobrir que não era o filho de Ego, o Planeta Vivo! Mas há varias teorias de como isso vai ser mostrado no filme, uns apostam que o pai dele pode ser o Adam Warlock, como uma forma de incluir esse personagem na trama, depois de terem mostrado o casulo que  ele estava no primeiro filme. Há uma possibilidade, essa que é muito improvável, de colocarem o Thanos como o pai dele ou até mesmo o Yondu Udonta, ou simplesmente usar a mais aceitável, que ele faz parte de uma linhagem nobre do planeta Spartax. Eae, quem vai ser o pai? Esperemos para assistir o filme e ver o que eles vão nos mostrar.

Então não perca tempo e vá assistir esse desenho muito bacana que está no Netflix!
Já assistiu? Gostou?

Diga pra nós o que você achou.

 

Visualizacões:   60   Comentários:   0   Curtidas: 0
Comentar (pelo Facebook)

Deixe uma resposta

A password will be emailed to you.