Papo Torto
Pular

#CRÔNICATORTA #4- O pior é que faz escola

Publicado:   outubro 11, 2016   Categoria:Cronica torta , OpiniãoEscrito por:Jorgelândia

AHHH…Semana das crianças. Não sei como acontece hoje em dia, mas na minha época de escola era tudo liberado. Talvez constasse no currículo escolar que a segunda semana de outubro seria sobre anarquia e liberdade. Apaixonante. Tudo era permitido, desde jogar bola dentro da sala de aula até jogar os professores dentro dos bebedouros. Ahhh, em épocas de vacas gordas a escola chegava a alugar brinquedos. O melhor e o pior são na escola.

Em algum momento também ensinavam que o feriado nada tem a ver com as crianças. Puff. Nunca seriam levadas tão a sério. Afinal, para as crianças são 365 folgas anuais. O fato dos adultos descansarem no dia 12 de outubro tem a ver com o aparecimento de uma certa santa a uns pescadores láááááá na época do Brasil descoberto. Uma santa aparecida não poderia ter outro nome se não, APARECIDA. Brasileiro é sempre original! Receio que pouca gente saiba. Não ensinam isso. O pior é que faz escola.

Usei um exemplo bobo para ilustrar uma preocupação séria. Em qualquer ramo de atividade, profissional ou amadora, o pior é quem faz escola. Do futebol à política, da música ao livro. Poucos são os inspirados por gênios. A maioria se espelha no fácil/rápido/barato. Talvez reflexo da produção em massa. Quando produzimos mais e mais e mais e deixaram de lado qualidade e necessidade. Fazemos por que precisamos de dinheiro, não por que precisamos fazer/dizer/cantar/contar/ensinar.

O pior narrador de futebol é o que faz escola. Os calouros se espelham naquele que usa jargões batidos e emoções vazias. Os novos compositores se espelham nas músicas de quatro acordes com nome de mulher que venderam discos de platina. Os livros… bem, eles são os mesmos. Mudam a cidade, os personagens. A namoradinha à beira da morte de um amor bonito xororô é a mesma. Jornalistas.. jornais.. os sensacionalistas fazem escola.

Preciso dar mais exemplos? Naaammm, nem sei por que fui reparar nisso.

Onde estão os caras que desconheciam limites … universal e singular ?
Onde estão os caras que desenhavam novas cidades
Em guardanapos na mesa de um bar?

 Feliz feriado a todos!

Aos pais: deixem as crianças livres.

Às crianças: deixem os pais loucos

 

Visualizacões:   59   Comentários:   5   Curtidas: 0

5 Comentários

11 de outubro de 2016
Meio revolts ou foi impressão minha?
11 de outubro de 2016
KKKKKKK somos os filhos da revolução
Sônia Maria Elias
11 de outubro de 2016
Goxxxto, gosto assim. Adorei, Jorgin❣
11 de outubro de 2016
(L) volta aqui sempre
11 de outubro de 2016
Ah é! Gostei bastante, não sei pq. rerere Copiar é sempre mais fácil que criar, quem nunca pegou o caminho mais curto que atire a primeira mamona.
Comentar (pelo Facebook)

Deixe uma resposta

A password will be emailed to you.