Papo Torto
Pular

Critica – Assassino a preço fixo 2: A Ressurreição

Publicado:   outubro 6, 2016   Categoria:Criticas , Filmes e séries , OpiniãoEscrito por:Italo Goulart

De tempos em tempos aparece alguém que nos remetes aos grandes nomes do cinema de ação do anos 80. Até o final da década de 90, os consagrados “badasses” como Stallone, Schwarzenegger(tive que olhar no Google sim), Van Damme, Bruce Willis ainda tinha energia para entregar bons filmes, mas depois acabou. Todos fizeram sucesso nos filmes de muita porrada pouca conversa e na década seguinte precisaríamos de renovação, já que eles estavam ficando velhos.

Alguns atores já conhecidos por dramas, como Tom Cruise que continuou na sua saga como Ethan Hunt no Missão Impossível, conhecemos o Bourne de Matt Damon, surgiu o novo 007 de Daniel Craig mais porradeiro que os outros e posteriormente o Liam Neeson em Busca Implacável, mas o único que conseguiu, mesmo não tendo tanto talento, deixar vivo a chama dos filmes de ação antigos foi  Jason Statham que surgiu em 2002 com Carga Explosiva e desde então seus filmes e suas características rementem a filmes do estilo.

Em 2011 ele estrelou Assassino á preço fixo, depois de um tempo sendo coadjuvante em alguns filmes, ele queria voltar a fazer o papel principal e fazer um filme ao seu melhor estilo. Financiado de maneira independente, o filme não foi um grande sucesso, mas rendeu uma continuação que estreia dia 6 de outubro.

maxresdefault-1

Vivendo escondido no Rio de Janeiro há cinco meses, Arthur Bishop (Jason Statham) é descoberto por uma capanga enviada por Riah Crain (Sam Hazeldine), um velho conhecido da época em que viveu no orfanato. Crain quer que Bishop retorne à vida de assassino para eliminar três pessoas que atrapalham bastante seus negócios, mas como uma exigência: que as mortes sempre aparentem acidentais. Para tanto, usa como isca Gina (Jessica Alba), uma ex-agente que dá aulas na Tailândia, por quem Bishop está interessado.

Em Assassino á preço fixo 2:A Ressurreição, Jason Statham volta á pele de Arthur Bishop, um matador de elite que comete assassinatos por contrato. Ao final do primeiro filme, Bishop resolve sumir e se aposentar, mas tudo muda quando é descoberto de seu esconderijo e começa a ser chantageado por Riah Crain(Sam Hazeldine). Para que Arthur siga seu plano, Riah pega como refém Gina(Jessica Alba), um interesse amoroso de Arthur.

Rian quer que Bishop elimine três mafiosos em diferentes continentes, mas tudo tem que ser feito para que pareçam acidentes. Dentre os alvos está Max Adams(Tommy Lee Jones) um negociador do mercado negro.

D4D_6324.NEF

Com muitas cenas de ação, lutas e fugas mirabolantes o filme corre da melhor forma possível para o gênero. Statham mostra que ainda está em forma, apesar dos seus 49 anos.

Com planos sempre muito bem elaborados e sequencias de tirar o folego, o filme cumpre bem seu papel de divertir e surpreende na qualidade.

A estreia do diretor alemão Dennis Gansel(A Onda,2008) em filmes de ação, mostra que ele tem versatilidade e sabe trabalhar bem com esse tipo de filme.

A trama não é nada profunda, diferente do primeiro onde a culpa guiava o personagem, e se você for parar pra pensar, vai achar que o personagem faz tudo aquilo por simplesmente gostar de adrenalina, mas quem gosta de ver profundidade quando é mais legal ver porrada e tiros para todos os lados né?

O filme é o que se espera do Jason Statham,  divertido e eficaz em sua proposta e é o único do gênero que vai estar disponível nos cinemas pelos próximos dias.

Se você curte Jason Statham, gosta de ação, Assassino á preço fixo 2 é uma ótima pedida para o cineminha do final de semana.

Visualizacões:   66   Comentários:   0   Curtidas: 0
Comentar (pelo Facebook)

Deixe uma resposta

A password will be emailed to you.