Papo Torto
Pular

Netflix e o Hip-hop – Parceria que vai trazer ótimas séries ainda neste ano!

Publicado:   agosto 8, 2016   Categoria:Filmes e séries , MúsicaEscrito por:Jota1

Luke-Cage

Os amantes do hip-hop e do Rap (Rap de verdade mesmo, sem ostentação) estão muito felizes com a Netflix. No quesito da representatividade negra, já havíamos visto que em “Jessica Jones” quase todo o elenco é negro – O vilão é um branco, de terno alinhado e tem o poder de controlar as pessoas, subvertendo suas vontades. Uma forma bem bacana de criticar o mundo como ele é – e não são atores e atrizes negros jogados no elenco só pra ficar “ok” nesse quesito, não. São pessoas muito talentosas e de qualidade, e um dos destaques, sem dúvida é o gigante Mike Colter, que dá vida a Luke Cage, o primeiro super-herói negro da Marvel.

Quando o seu trailer foi anunciado na ComicCon de San Diego neste ano, causou um puta alvoroço. Também pudera, quando ele coloca o capuz e o tecladinho de “Shimmy Shimmy Ya” do Ol´Dirty Bastard rola ao fundo com Cage socando uma galera, o teaser com menos de dois minutos já deixava claro que a primeira temporada, que será lançada na plataforma no dia 30 de setembro, será cabulosa!

O primeiro flerte com o rap já se deu com esse teaser, então a Netflix faz uma dessas coisas que faz a gente amar ainda mais o serviço de streaming. Cheo Hodari Coker Showrunner da série divulgou os títulos dos três primeiros episódios da série. “Moment of Truth”, “Code Of the Streets” e “Who´s Gonna Take the Weight?”. Para quem curte rap não foi difícil sacar. Os episódios são nomes de músicas do duo GangStarr (Guru e Dj Premier). Enquanto os episódios de Demolidor têm como títulos apenas nomes que lembram eventos apresentados no episódio, Jessica Jones começava todos os títulos com um AKA (also know as/também conhecido como) e uma frase ou palavra dita no episódio, Luke Cage seguirá o mesmo mantra.

Enquanto dia 30 de setembro não chega, mais hip-hop na tela da Netflix. Nesta sexta-feira (12/08) estreia “The Get Down”, série de Baz Luhrmann (Moulin Rouge de 2001. O Grande Gatsby de 2013). Com o currículo do australiano, eu só posso prever que no quesito visual, será uma escolha e tanto, porém o receio vai abaixo porque o produtor executivo da bagaça não é nada mais nada menos que o jedi msster dos mics, nasty Nas! E ele até fez um som exclusivo para a série, se liga:

get down

A série vai às raízes do hip-hop, como a cultura (importante isso). Nos anos 70, bebendo da fonte de seus pais como o Blues e o Soul e seus irmãos mais velhos como o Funk e o Disco, o hip-hop surgiu nas ruas como uma forma de expressão numa sociedade racista e desacreditada de uma época em que os resquícios da guerra ainda implicavam na economia e as drogas estavam tomando conta das ruas. O Hip-Hop (Rap, Break, Dj e Grafitti) surgiu como um movimento artístico que mudou o mundo até os dias de hoje.

Os trailers estão lindos!! Mostra um Jaden Smith sem a cara de bunda característica, além do excelente Giancarlo Esposito, que fez o inesquecível “Gus Fring” em Breaking Bad. A lenda viva Grandmaster Flash também está envolvido no projeto. Herizen Guardiola chega linda e destacando-se com uma voz poderosa mostrando um elemento vivíssimo dentro do hip-hop e soul em geral, que é a influencia da música Gospel e as tretas que ela causa, hehe.

CoTIK_7WIAAEjcg

Aahh mano, essa série vai ser linda demais!! Que venha logo dia 12!

Visualizacões:   65   Comentários:   1   Curtidas: 0

1 Comentário

[…] Além disso tudo, o Hip-Hop não para por aí. Já cantei a bola sobre o como a série do Luke Cage homenageará o Hip-Hop desde o nome dos episód…. […]
Comentar (pelo Facebook)

Deixe uma resposta

A password will be emailed to you.