Papo Torto
Pular

Qual é o problema das pessoas com Pokémon GO?

Publicado:   agosto 5, 2016   Categoria:Anime/Desenho Animado , Games/E-Sports , Internet , Opinião , RadicalidadesEscrito por:Dick Farney

Não! Não vou tentar fazer com que você goste de Pokémon GO. Muito menos tentar fazer com que alguém deixe de usar o app. Oficialmente lançado há apenas 2 dias, o aplicativo da Niantic que virou uma febre no mundo todo por causa de seus fãs também arrebanhou uma legião de inimigos ferrenhos.

pokego

Eu poderia simplesmente dizer que cada um deve ficar no seu quadrado, mas isso não fomentaria a discussão sobre o assunto que está por trás disso: A Onda Hater.

Existe hoje com a liberdade de expressão digital, a facilidade de fazer sua voz ser ouvida e o anonimato que a internet proporciona, uma onda de pessoas que simplesmente não gostam de algo, afirmam que não gostam e defendem com unhas e dentes sua opinião. Ontem (04/08) o apresentador José Luiz Datena do programa  Brasil Urgente exibido pela Band chamou os jogadores de “Pokétrouxas”. Segundo ele, o jogo facilitaria muito o roubo de celulares. Sobre isso tenho dois questionamentos:

  1. Quer dizer que antes de Pokémon GO nunca foi roubado celular no Brasil?
  2. É desse modo que um comunicador de massa deve se dirigir aos seus telespectadores?

Respeito e todos devem respeitar a opinião do Datena, não só a dele mas a de qualquer um. Entretanto isso não quer dizer que por conta do respeito você seja impossibilitado de expressar sua opinião ou vire alvo de críticas sem sentido. Vivemos em tempos de tecnologia, 3G, 4G, Wi-Fi, net, lan, wan, senha, mobile, smartphone, tablet, hashtag, conectados na super via da internet e na veia da informação. A notícia nunca ficou tão veloz como atualmente. Estamos com os olhos vidrados na tela que se esconde no nosso bolso ou na nossa bolsa. É claro que todos estamos “reféns” das redes sociais como das grandes febres.

Quem lembra da febre GTA V? Vingadores? Batman vs. Superman? Orkut? Fazendinha? Candy Crush? MSN? Tamagochi? Tudo isso e muito mais teve seus defensores e acusadores mas eram outros tempos, tempos mais tolerantes e menos inclinados para a segregação.

O que quero dizer com isso tudo? Tudo bem se você não gosta de Pokémon GO. Ninguém é obrigado a gostar. Se você ganha dinheiro com o auxílio das redes sociais e por isso tem que passar o dia inteiro navegando, isso é ótimo pra você. O que não pode acontecer é comparar uma ferramenta de trabalho com um aplicativo de entretenimento e achar que isso é motivo para rechaçar os jogadores.

Aos mestres Pokémon vai a minha declaração: “Datena e seus seguidores cegos precisam melhorar muito. Continuem seguindo em frente que a jornada é longa. Temos que pegar!” Aos críticos: “Nos deixem jogar em paz e… isso no seu pé é um Snorlax?”

Vou pra rua, acabei de usar um Incenso e vou estar muito ocupado na próxima meia hora.

Visualizacões:   164   Comentários:   1   Curtidas: 0

1 Comentário

8 de agosto de 2016
Amei!!
Comentar (pelo Facebook)

Deixe uma resposta

A password will be emailed to you.