Papo Torto
Pular

Radiohead – Banda lança seu nono disco “A Moon Shaped Pool” cheio de mistério.

Publicado:   maio 9, 2016   Categoria:MúsicaEscrito por:Jota1

Wow! Que clipe! Dirigido por Paul Thomas Anderson (Apenas!) o Radiohead lançou nessa última sexta (06/05) o clipe da faixa “Daydreaming” com um clima soturno e parece coincidir legal com a estratégia de marketing da banda de “sumir” das redes sociais. No clipe, vemos um Thom Yorke fazendo, literalmente o mesmo. Mas a fuga é da civilização. Um clima meio sinistro e no final ele diz umas palavras de trás pra frente, que segundo dizem, são: I’ve found my love. Atualização: Yorke diz: “Half of my life”. ao contrário.

Eu já tinha comentado de “Burn the Witch“, primeiro clipe lançado. E neste domingo (08/05) finalmente o álbum foi lançado com o nome de “A Moon Shaped Pool“, lançado em vinil, cd e um pack chiquetoso que inclusive tem um pedaço da fita que inclui um trecho da gravação original do grupo desde “Kid A“. A capa do disco é esta abaixo;

digital

Mesmo sendo lançado ontem, já tem críticas na internet sobre o álbum. Acho isso tão desrespeitoso, ainda mais com uma banda como Radiohead, que nunca fez questão de ter um som facilmente acessível. Há um quê de mistério no ar, tanto com essa capa, com as letras – principalmente de “Burn the Witch” – e fãs cogitam que o término de relacionamento de 23 anos de Yorke com a namorada Rachel Owens tenha ambientado o clima do disco, triste, melódico e com camadas eletrônicas. Um disco que pede paciência do ouvinte, e boa dose de tato sensorial.

Há que se comemorar que ainda sejam lançados discos assim. Cheios de camadas a serem descobertas e diferentes nuances a cada audição. Em tempos de música digital, que em muito se vale a criatividade e sensibilidade para diferir-se de tantas bandas com músicas “de seis centavos“, é muito bom se ver mergulhado em bandas com álbuns que realmente pedem uma imersão.

Desde a (não)divulgação do álbum até então, com os clipes e esquisitamente com as músicas em ordem alfabética – como se tivessem sido jogadas numa pasta digital e organizadas automaticamente – causando um certo desconforto notório da banda, “A Moon Shaped Pool” promete surpreender muito mais do que imaginamos.

Tracklist:

“Burn the Witch”
“Daydreaming”
“Decks Dark”
“Desert Island Disk”
“Ful stop”
“Glass Eyes”
“Identikit”
“The Numbers”
“Present Tense”
“Tinker Tailor Soldier Sailor Rich Man Poor Man Beggar Man Thief”
“True Love Waits”

 

 

Fontes: Trabalho Sujo, Folha.

Visualizacões:   33   Comentários:   4   Curtidas: 0

4 Comentários

9 de maio de 2016
Dou valor nessa vontade de fazer um disco com simbologias. Entender que disco tem inicio meio e fim.. uma coisa que vem se perdendo com o tempo mas que é bonito de se ver
9 de maio de 2016
Pois é mano. Curto demais isso também. Assim o disco não soa descartável como muitos por aí..
italoimg
9 de maio de 2016
Paul Thomas Anderson meus amigos! O cara com grande ideias originiais, assistam Boogie Nights e Magnólia pelo amor de Deus, caso ainda n tenham assistido!!!! Velho que band, que epoca boa! Enquanto o cinema só vive do mais do mesmo, as grandes bandas antigas estão surgindo novamente e dando um pouquinho de combustivel para conseguirmos sobreviver mais alguns momentos, ouçam por exemplo, Rattle That Lock do David Gilmour e Play ball do AC/DC.
9 de maio de 2016
Anotando tudo aqui mano...
Comentar (pelo Facebook)

Deixe uma resposta

A password will be emailed to you.