Papo Torto
Pular

Por que o Eddie Redmayne não ganhou o Oscar?

Publicado:   março 18, 2016   Categoria:Feminista , Filmes e séries , Humor , Internet , Opinião , Vale o cliqueEscrito por:Letícia Cotta
Tradução livre: Leonardo DiCaprio após perder para Matthew McConaughey (vencedor de Melhor Ator em 2014): “Esconder, não sentir, não deixá-los saber” (frase dita em Frozen). Fonte: Internet.

 

Não são de hoje aquelas velhas piadas do Leonardo DiCaprio e sua saga tarantinesca (e ao mesmo tempo épica) pelo Oscar – inclusive, acima há uma delas. E também é de conhecimento de muitos a versatilidade de Eddie Redmayne, que conseguiu ir de Stephen Hawking (portador de ELA, esclerose lateral amiotrófica) à primeira transexual da história a fazer uma cirurgia de readequação de gênero, Lily Elbe.

Mas, afinal, porquê diabos o Eddie Redmayne não ganhou o Oscar com um papel tão diferente do usual? E porquê exatamente justo o Leonardo DiCaprio, que todos diziam carregar uma maldição (dos seus filmes sempre ganharem de Melhor Filme, e ele nunca de Melhor Ator), ganhou dessa vez?

Eddie Redmayne. Fonte: internet
Eddie Redmayne. Fonte: internet

 

O que acontece com Eddie é exatamente isso. Diferente. A produção, linguagem, fotografia, trilha sonora, tudo. Até o próprio ator tem uma fisionomia diferente – nitidamente mais afeminada – que os demais ganhadores de Oscar. Apesar de tudo isso, a principal questão não é nem essa.

“A Garota Dinamarquesa”, (in)felizmente concorreu com filmes tão (ou mais) poderosos – com um linguajar melhor, inclusive (já que o filme não agradou nem à própria categoria LGBT, apesar de ser notoriamente delicado). Poderíamos passar horas explicando o porquê esse longa-metragem não vingou.

Leonardo DiCaprio. Fonte: internet.
Leonardo DiCaprio. Fonte: internet.

Leonardo DiCaprio está sob os holofotes desde criança, sendo considerado um dos melhores atores de sua geração. Não preciso nem falar que teve fama mundial graças à Titanic, nem de seus papéis em O Aviador, A Origem, Lobo de Wall Street, e uma longa lista de filmes não tão conhecidos.

“O Regresso” conta a história de, basicamente, um homem que é deixado para morrer pelos seus comparsas, presencia a morte do filho e então busca vingança – adquirindo um grande conhecimento no final. Um roteiro bem bosta, se você parar pra pensar e comparar com uma história de luta interna onde todo mundo te diz que você é maluco só porque é diferente do que a sociedade aceita – como em “A Garota Dinamarquesa”.

O Regresso VS A Garota Dinamarquesa. Fonte: internet.

“MAS QUE SACOOO! PORQUE DIABOS O EDDIE NÃO GANHOU ENTÃO???” vocês devem se perguntar, como vi em muitos sites por aí. Então lá vamos nós:

  1. Trilha sonora não tem o mesmo impacto que Fotografia (é comprovado cientificamente que os homens são mais atraídos por coisas mais visuais, por exemplo), o que comprova o fato do senhorzinho-que-vocês-deveriam-saber-o-nome. Ennio Morricone, (que fez a trilha sonora do 8 Odiados, do Tarantino) só ter ganhado um Oscar depois de fazer mais de 500 trilhas sonoras!
  2. Querendo ou não, os críticos que preparam todo o processo do Oscar são conservadores. A própria Academia o é.
  3. A coadjuvante rouba toda as cenas em “A Garota Dinamarquesa”.
  4. O Leonardo DiCaprio luta com o absoluto NADA (uma vez que conseguimos ver o CGI no urso) e mesmo assim ficamos agoniados dos urros e gemidos de dor, como se fosse real.
  5. Até a comunidade LGBTT não aceitou bem o filme, tanto o cast quanto a interpretação.

Enfim, em suma, é basicamente isso: não adianta você ser um ator maravilhoso e a produção toda tirar o seu brilho, AINDA MAIS com um tema tão sensível quanto a transsexualidade.

OBS: E, claro, o Eddie já tinha ganhado o Oscar no ano passado! hahahaha

As trilhas sonoras podem ser encontradas nos links abaixo:
A Garota Dinamarquesa (The Danish Girl) – Trilha
O Regresso (The Revenant) – Trilha

Visualizacões:   43   Comentários:   1   Curtidas: 0

1 Comentário

23 de março de 2016
Que texto foda mocinha!!
Comentar (pelo Facebook)

Deixe uma resposta

A password will be emailed to you.