Papo Torto
Pular

Haters: A subcultura dos “odiadores”

Publicado:   Fevereiro 16, 2016   Categoria:Filmes e séries , Games/E-Sports , HQ´s e Livros , Música , OpiniãoEscrito por:Tony Tals

Para iniciar cito a definição, em tradução livre, do termo feito pelo Oxford Dictionaries.

1. Um sujeito que não gosta muito de uma pessoa ou de algo especifico;
1.1 informal: Uma pessoa negativa ou crítica;

Os haters, ou odiadores, são sujeitos que desgostam de temas, pessoas, objetos ou qualquer coisa especifica, porém, sem muitos critérios. Estão presentes em todos os assuntos existentes e raramente possuem argumentos convincentes, raciocínio lógico e formal para debates e/ou críticas. Suas armas geralmente se resumem a um linguajar pífio e agressivo. Presentes em todos os lugares desde games a cenas musicais (principalmente cenas underground) podem agir em grupos ou somente ser aquele “diferentão”.

Nos games se fazem presente pela grande capacidade em transformar um momento de diversão em puro terror.

dota 2No game Dota 2, o qual gasto muitas das minhas horas, o jogadores haters são facilmente identificados quando começam a bradar em seus microfones termos como “lixo”, “noob”, “ruim” e etc assim como as péssimas frases envolvendo mães, frases essas que nem preciso citar. Distanciando um pouco mais a visão sobre os games pairam a eterna e ainda crescente rivalidade entre os dois games mais populares dessa modalidade de jogo: Dota 2 vs LoL. A maioria dos fãs de um título é hater do outro, fácil encontrar os players de Dota dizendo “lol é jogo de menininha” e players de LoL “Dotalixooo kkkk. LoL >>>>>> Dota”, mas a verdade é que raros são os que experimentaram os dois jogos tão profundamente que possam ter argumentos sólidos para defender um e denegrir outro. Dizer que é fã de um título e não de outro é motivo mais que suficiente para ser alvo dos haters de plantão. Eu particularmente sou fã de Dota 2.

Os haters, como dito antes, estão presentes em vários assuntos inclusive nos esportes, principalmente em esportes individuais como MMA, por exemplo. Recentemente tivemos uma onda hater enorme e desnecessária envolvendo o ex-campeão peso pena do UFC José Aldo, o qual foi duramente criticado e muitas vezes ridicularizado por alguns fãs brasileiros e não brasileiros quando perdeu seu cinturão por nocaute em, inacreditáveis, 13 segundos o que não põe a perder seu legado de 10 anos invicto no MMA. Essas atitudes só mostram claramente a falta de conhecimento sobre o esporte e sobre a pessoa em si, o que nem vem ao caso agora. E quem não lembra dos haters que odiavam o Anderson ‘Spider’ Silva quando ele reinava? Sim, eram haters.

Na música o que posso me lembrar como se tivesse ocorrido ontem foi quando surgiu os emos. Lembro-me que era muito melhor odiar o visual, o som, o cabelo e tudo mais que envolvia o termo do que buscar conhecer e entender que eram apenas garot@s que queriam, também, ser ouvidos. E quem nunca ouviu, com certeza disse, a frase mais ridícula de todas “eu só não gosto daqueles rocks paulera que ninguém entende nada”. Na música a presença dos haters é muito massiva porque na música muitas vezes é preciso um posicionamento sobre determinado assunto mas muitos confundem posicionamento com ignorância.

i hate you all

Tudo isso me faz pensar que os haters odeiam um pedaço de um contexto em que estão inseridos e são impotentes e irrelevantes talvez motivados por inveja, não sei, o que resta é o ódio mesmo. Aparentemente eles amam odiar e odiar, pensam eles, os tornam populares e atraentes. Sem dúvidas existem muitos outros temas que vão lembra-los dos haters que os rodeiam: Android vs IOS, Windows vs Linux, Funk Carioca vs Heavy Metal, Maioridade Penal, PT vs PSDB e por aí vai… a lista é imensa.

Importante ressaltar que haters são diferentes de trolls.

Resumidamente os haters são pessoas desagradáveis e quase sempre inconvenientes. Admita você já foi hater alguma vez na vida. Resta a você evoluir.

E ai quer compartilhar quando você foi um hater? Deixe nos comentários.

Visualizacões:   119   Comentários:   3   Curtidas: 0

3 Comentários

JotaOliveirajr
16 de Fevereiro de 2016
Amei! Quer dizer... kkkkkk já fui hater demaaaaais...
Tony Tals
17 de Fevereiro de 2016
Quem nunca?
17 de Fevereiro de 2016
Eu nunca!
Comentar (pelo Facebook)

Deixe uma resposta

A password will be emailed to you.